Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

04/12/2018

Das Vitrines para as Passarelas: 5 Pequenas Empresas que Brilharam no SPFW

São Paulo Fashion Week 2018 abriu espaço para que cinco pequenos negócios apresentassem suas coleções em um dos lugares mais cobiçados do universo fashion: a passarela. A iniciativa faz parte do projeto Top Five, uma parceria entre o Sebrae e o Instituto Nacional de Moda e Design.


De acordo com Graça Cabral, consultora do projeto, o Top Five é uma evolução do “Contextualizar na Moda”, um programa que visa capacitar os empreendedores. Eles contam com acompanhamento com consultores de mercado para ajudá-los na gestão e criação do produto.

“Não é nenhuma novidade ter pequenas empresas desfilando, mas é importante que elas estejam preparadas para trazer um produto que possua uma assinatura e um design próprio”, afirma a consultora. 

Mais de 200 empresas participaram do “Contextualizar na Moda”, com intuito de aprender a como agregar valor a seu produto. As marcas Borana, Kalline, Karine Fouvry, LED e Vankoke se destacaram no programa e tiveram a oportunidade de levar suas coleções das vitrines para as passarelas.

Segundo Guilherme Afif Domingos, o presidente do Sebrae Nacional, é vital para essas empresas terem esse espaço: "Muita gente não sabe, mas a moda é feita por pequenos negócios", diz. 

Vankoke

Fundada em 2004 pela estilista Patrícia Medeiros, a marca do Rio Grande do Norte tem como inspiração o trabalho de Margaret Mee, artista botânica inglesa que se especializou em plantas da Amazônia. As peças da Vankoke são pintadas a mão e apostam no volume, babados e tons pastéis.

Para a empresa, participar do desfile é uma oportunidade de mostrar para o público um pouco da cultura nordestina e incentivar a valorização do produto regional. Além disso, a estilista também ressalta a visibilidade que o evento proporciona para a sua marca.

SPFW Vankoke  (Foto: Divulgação)